Blog

Página inicial Blog A História do Real - Parte I

A História do Real - Parte I

 O Real é a moeda corrente no Brasil desde 1994. As cédulas que circulam no país têm como temática a fauna brasileira, sendo: R$ 100 (garoupa), R$ 50 (onça-pintada), R$ 20 (mico-leão-dourado), R$ 10 (arara), R$ 5 (garça) e R$ 2 (tartaruga marinha).


Todas trazem no anverso a efígie da República, personificação da nação brasileira representada por uma mulher. A imagem, inspirada na obra “A Liberdade guiando o povo”, de Eugène Delacroix, foi usada pela primeira vez para simbolizar a Proclamação da República e tornou-se símbolo do país.

A moeda de 1 Real traz no reverso um grafismo indígena marajoara e uma faixa que, com a constelação do Cruzeiro do Sul, faz alusão ao Pavilhão Nacional. Na parte frontal está estampada a efígie da República e mais grafismos encontrados em cerâmicas indígenas de origem marajoara.

O reverso das demais moedas também traz o símbolo do Cruzeiro do Sul e, na face da moeda, símbolos nacionais e efígies de personagens históricos: R$ 0,50 (José Maria da Silva Paranhos Júnior, o Barão do Rio Branco); R$ 0,25 (Manuel Deodoro da Fonseca); R$ 0,10 (D. Pedro I); R$ 0,05 (Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes); R$ 0,01 (Pedro Álvares Cabral).
 
Ficha Técnica:
Fontes: Banco Central e Casa da Moeda.