Blog

Página inicial Blog 5 Razões para você abrir sua conta em uma cooperativa de crédito

5 Razões para você abrir sua conta em uma cooperativa de crédito

         5 Razões para abrir sua conta em uma cooperativa de crédito

A cooperativa de crédito é uma instituição sem fins lucrativos na qual os sócios (que entram de forma voluntária) são os donos do negócio, ou seja, não há lucro para um pequeno grupo de proprietários e as sobras são utilizadas para benefício de todos os associados. Como também não visam lucro, as cooperativas tem valores competitivos e vários benefícios, quer ver só?

 

1.    Você é dono da cooperativa

O primeiro grande diferencial de uma cooperativa de crédito é que você, ao se associar, vira dono do negócio. É isso mesmo! Na cooperativa você não é só mais um cliente, mas faz parte dela, ou seja, além da cooperação financeira, você pode e deve participar das decisões em assembleias.

A maioria das instituições bancárias são de propriedade de um grupo de poucas pessoas, que por lógica, ficam com o lucro e rendimentos obtidos. Este lucro advém das movimentações realizadas pelos clientes.

Na cooperativa, os resultados financeiros não ficam para um pequeno grupo, mas para todos aqueles que são associados. Você não é só mais um cliente, você é parte de um sistema onde todos os associados cooperam mutualmente para o fortalecimento da cooperativa e de toda comunidade. 

 

2.    Você tem direito a voto

Todo aquele que ingressar como sócio adquire direito a voto, ou seja, poderá participar anualmente de uma reunião para escolha de quem irá fazer a gestão da instituição, reunião esta chamada de Assembleia Geral.

Além disso, você poderá participar discutindo e votando na prestação de contas do ano anterior, na forma de destinação das sobras ou no rateio das perdas, na eleição dos sócios do conselho de administração e do conselho fiscal.

Nos bancos o poder é exercido na proporção do número de ações, nas cooperativas de crédito o voto tem peso igual para todos, ou seja, uma pessoa, um voto, independente do grau de participação econômica.

Votar e ser votado são direitos e obrigações de cada associado.

 

3.    A gestão é participativa e democrática

Como cada associado participa das decisões, a cooperativa é gerida de forma democrática, elegendo entre os próprios sócios aqueles que serão os responsáveis pela gestão, além dos conselheiros de administração, que prestam contas das suas ações nas assembleias.

Ao contrário dos bancos, as deliberações não são concentradas, são partilhadas entre muitos, além de contar com administradores-líderes do próprio meio (associados).

A cooperativa zela pela atuação responsável de todos os membros, respeitando um de seus princípios (que são as linhas orientadoras do sistema): o da gestão democrática. Quem estiver na liderança deverá assegurar as condições da democracia na instituição, bem como a transparência das informações.

Há um exercício representativo do poder, já que os eleitos representam os associados. Esta representatividade deve ser exercida dentro da responsabilidade legal e do Estatuto Social (documento jurídico que norteia a cooperativa).

A gestão é feita por associados para os associados.

 

4.    Você tem à disposição um portfólio de produtos e serviços

Apesar de não ser um banco, as cooperativas de crédito oferecem os mesmo serviços, mas com muitos benefícios, já que, no caso das cooperativas do SICOOB, contam com auxílio do Banco Cooperativo do Brasil, o Bancoob, que é um banco múltiplo privado especializado no atendimento a essas cooperativas de crédito.

Entre os benefícios que as cooperativas oferecem estão: conta corrente, conta poupança, diversos cartões de várias bandeiras e com inúmeros serviços, BNDES, aplicações financeiras com rendimentos a curto e longo prazo (RDC), letra de crédito do agronegócio (LCA), Sicoobprevi - previdência privada, seguros (vida, automóvel e residencial), consórcios, saque sem cartão, débito automático, débito direto autorizado (DDA), transferências, 2ª via de boletos, recarga de celular, cobrança bancária(boletos), aplicativos mobile e outros.

Além de todas essas vantagens, a sua empresa também poderá se associar e desfrutar de inúmeros benefícios, bem como o seu agronegócio, que poderá contar com linhas de crédito e financiamento, inclusive para agricultura familiar.

Os mesmos benefícios de um banco, sem ser banco e com muitas outras vantagens;

 

5.    Você ajuda a melhorar a qualidade de vida da sua comunidade

            Nada valeria auxiliar somente na vida dos associados, já que vivemos em uma sociedade que abrange mais pessoas além das que já optaram pelo cooperativismo de crédito.

           Neste sentido, as cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentável das suas comunidades, sempre através de políticas aprovadas por seus membros.

            Por si só, a cooperativa de crédito já é uma instituição financeira da comunidade, por isso, respeitam as peculiaridades sociais e a vocação econômica da sua região.

        Há uma “reciclagem de recursos”, ou seja, a monetização da produção e dos serviços geram novas riquezas locais e regionais. A própria distribuição de sobras e riquezas entre os associados já faz com que o dinheiro continue circulando na região em que está inserida, criando um círculo que fortalece os associados e toda a comunidade.

          Mas o interesse pela sociedade não se limita ao âmbito econômico, já que é preciso pensar em questões socioambientais e sustentabilidade, por isso, as cooperativas apoiam, desenvolvem e contribuem de maneira significativa em diversos projetos de cunho educacional, social e ambiental, cumprindo com seus princípio e valores institucionais.

        Texto: Felipe Ferreira

        Gostou do cooperativismo de crédito e quer saber mais? Sugerimos estas leituras, referencias deste estudo:

Portal do cooperativismo financeiro:

http://cooperativismodecredito.coop.br/

Sicoob: http://www.sicoob.com.br/

 

MEINEN, Ênio; PORT, Márcio. Cooperativismo Financeiro: Percurso histórico, perspectivas e desafios. Brasília: Confebras, 2014. 550 p.