Notícias

Turminha do Sulca encerra o ano atendendo crianças e adolescentes

      O projeto “A Turminha do Sulca” encerrou as atividades de 2017 com cerca de 26 mil alunos do ensino fundamental I e II atendidos nas oficinas de Educação Financeira através do Teatro. Ao todo foram visitadas 87 escolas de 19 municípios durante todo este ano, preenchendo uma lacuna na educação de crianças e jovens da região, tornando-se por vezes a única fonte de conhecimento e aprendizagem na área da educação financeira.


    Este ano o projeto inovou com a implantação do Canal no Youtube onde alunos de 7º ao 9º ano produziram conteúdos através do conhecimento que adquiriram nas Oficinas. Nesse primeiro ano de trabalho com essa faixa etária constata-se o interesse dos alunos tanto pelo tema (educação financeira) como pela possibilidade de gravação dos vídeos (180 vídeos produzidos ao todo). O resultado surpreende: 13.251 Visualizações, 1.451 Likes, 492 Inscritos e 218 Compartilhamentos.

    Para a consultora de desenvolvimento organizacional do Sicoob Credisulca e idealizadora do projeto, Eveline Marcon Francisco Dagostin, a educação financeira conduzida desde a infância faz com que as crianças compreendam que cada membro da família tem papel importante para seu equilíbrio econômico e financeiro e, com isso, elas passam a atuar ativamente para que o grupo todo tenha condições de vida melhores.
 
    A educação financeira, porém, precisa ser vista como conteúdo essencial no processo educacional das crianças desde muito cedo, já que quanto melhores as instruções obtidas na infância, melhores serão seus resultados na vida adulta e, assim, os benefícios tornam-se reais, não apenas para esses indivíduos, mas para o âmbito social de forma mais ampla.
 
    Para que isso ocorra, porém, é preciso que as escolas, os professores, famílias e sociedade compreendam a importância desses ensinamentos e se preparem adequadamente para que não sejam apenas mais conteúdos em sala de aula, mas para que sejam contextualizados, compreendidos na vida dos indivíduos e, assim, sejam capazes de acrescentar conhecimentos importantes para todos os envolvidos.

    Muitos pais ainda acreditam que dinheiro não é assunto de criança. Que elas devem se preocupar com os estudos, e que estes, as farão adultos bem sucedidos com um bom emprego e isso basta. Educação financeira não significa ensinar seu filho a economizar, mas sim aprender corretamente o manejo do dinheiro em busca de uma vida melhor

    As atividades de 2º ao 6º ano foram ministradas pela atriz, instrutora de teatro e produtora cultural, Diana Manenti. Já os alunos de 7º a 9º foram orientados pelo ator Giancarlo Carlomagno. “Nas crianças que possuem contato com o projeto a mais tempo constatamos que conceitos básicos como Receita e Despesa foram compreendidos pela maioria. Atitudes de cidadania e respeito tem sido assimiladas através do teatro, que seguirá como ferramenta didática para 2018. A criação de jogos adaptados para o tema da nova revistinha será o fio condutor das atividades do próximo ano”, enfatizou a atriz. “Conciliar o aprendizado com ferramentas como o Youtube envolve e atrai o adolescente de hoje, é uma forma de dialogar com o universo deles”, explicou Giancarlo.

    A Turminha do Sulca, atende ao sétimo princípio do cooperativismo, que leva em consideração projetos de inclusão social, preservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável, além de orientar para a formação de jovens com uma vida financeira saudável. Este foi o sétimo ano da ação, que já atendeu cerca de 86 mil crianças e adolescentes.